O Presidente Inaugura uma Fábrica de Cimento em Bata

 In Sin categorizar

O Chefe de Estado, S.E. OBIANG NGUEMA MBASOGO, presidiu à cerimónia de inauguração da fábrica de cimento cola, um projecto privado mas nacional do Grupo Evita, na cidade de Bata, no dia 3 de Dezembro.

O evento contou com a presença de alguns membros do Governo, autoridades provinciais, distritais e municipais do Litoral, bem como do Secretário-Geral do PDGE, Jerónimo OSA OSA EKORO e vários coros de animação e danças folclóricas.

A introdução do protocolo incluiu as palavras de boas-vindas e agradecimentos de Honorato EVITA OMA, promotor do projecto, em que recordou que o EVITA GROUP começou como uma empresa importadora de cola de cimento, azulejos, tintas e vários materiais de construção.

O relatório técnico e o discurso do Ministro da Indústria e Energia, Miguel EKUA ONDO, revelou que tanto a construção como a instalação desta fábrica foram realizadas em 24 meses, com um custo de 4,8 mil milhões de F CFA financiados pelo Banco de Desenvolvimento dos Estados da África Central (BDEAC), pela Societe Generale de Banques de Guinea Equatorial (SGBGE) e pelo GRUPO EVITA.

A construção e equipamento da fábrica foi levada a cabo pelas empresas espanholas SOTECMA e ENESVAL.

A unidade industrial será operada por jovens licenciados Equatoguineanos de diferentes universidades e escolas técnicas nacionais e estrangeiras.

A fábrica é constituída por três fábricas ou secções robotizadas e um laboratório de I+D+I, testes, controlo de qualidade de acordo com normas internacionais de qualidade e com a assistência técnica da CEMENTOS CAPA, empresa espanhola com mais de 130 anos de experiência no fabrico de cola de cimento e argamassas diversas.
A fábrica tem uma capacidade de produção de 15 toneladas por hora.

O seu principal material é calcário e areia, que se encontra em todo o território nacional, bem como cimento Portland, que é fabricado pela empresa Abayak, também nacional.

O Presidente da República iniciou as suas reflexões felicitando Honorato EVITA OMA, como promotor deste trabalho e afirmando que está associado ao acto de fazer proselitismo político económico, uma vez que a iniciativa do Grupo Evita deixa clara a realidade política da diversificação económica nacional.

Convidou igualmente as autoridades económicas e o governo a adoptarem medidas proteccionistas para estas iniciativas, uma vez que produtos nacionais deste tipo não devem encontrar concorrência nos mercados do país, pelo que a sua importação deve ser regulamentada.

Num outro momento das suas reflexões, S.E. Obiang NGUEMA MBASOGO convidou a copiar este exemplo, e a investir em empresas e na compra de bens imobiliários Equatoguinean.

Após a bênção sacerdotal e o corte da fita inaugural, o Chefe de Estado e a sua comitiva visitaram as instalações desta fábrica guiados por Honorato Evita Oma e outros técnicos de cada secção.
Foi também a ocasião para apresentar ao Presidente o certificado de Presidente Honorário do Grupo Evita.

Após a inauguração da placa comemorativa e demonstrações de material robotizado, a cerimónia de inauguração da fábrica da EvitaCol chegou ao fim.

Recent Posts